Diva

Tarja Turunen – Punany Fotografia

Tarja Turunen – Tom Brasil 01/09/2018 – São Paulo/SP

Texto e Foto – Bruno Sessa

Após ótimos lançamentos em sua consistente carreira solo, a musa do metal, Tarja Turunen, retornou a São Paulo no palco do Tom Brasil, para divulgar o seu mais recente e tão aguardado álbum: ACT II, gravação ao vivo que dá continuidade ao aclamado Act I: Live in Rosario.A banda escolhida para a abertura da noite e esquentar o ansioso público foi a Rec/All, grupo formado pelos dois integrantes do Angra: Felipe Andreoli (baixo), Marcelo Barbosa (guitarra) e Rod Rossi (vocal), Davis Ramay (guitarra) e Robson Pontes (bateria).

 

Rec/All – Punany Fotografia

Com incontáveis apresentações no Brasil, a finlandesa Tarja Turunen continua enchendo casas de shows em suas turnês, e dessa vez não foi diferente. Com a música “No Bitter End”, do álbum “The Brightest Void”, os calorosos fãs ovacionaram a entrada da vocalista, e em resposta com o mesmo entusiasmo de Tarja que distribuiu sorrisos encantadores para o público. Na sequência, Tarja tocou “500 letters”, “Demons in You” e a frequente “Little Lies” do álbum “What Lies Beneath”, terceiro disco de estúdio lançado em 2010.

Tarja Turunen – Punany Fotografia

Provocando reações incríveis nos fãs, na sexta música do repertório, intitulada “Diva”, Tarja entrou no palco usando uma coroa, representando sua imagem, é inevitável dizer que a bela vocalista com seus 41 anos de idade, segue em sua melhor fase vocal, sendo referência no gênero há mais de 15 anos.
A competente banda conta com a atual formação com Timm Schneiner na bateria, Alex Scholpp na guitarra, Kevin Chown no baixo, Max Lilja no violoncelo e Christian Kretschmar no teclado, excelentes músicos que acompanham a vocalista nessa aula de entusiasmo e euforia.

Tarja Turunen – Punany Fotografia

As surpresas do show contaram com o pesado cover da música “Supremacy” da banda Muse, e um medley de quatro músicas do Nightwish: “Tutankhamen”, “Ever Dream”, “The Riddler” e “Slaying the Dreamer”, momento nostálgico e emocionante para a maioria dos fãs que acompanham Tarja por toda a sua bem-sucedida carreira na música.

Após apresentar um set acústico, criando um clima intimista no show, mais um belíssimo momento ocorreu com a apresentação da música “Lanterna dos Afogados” dos Paralamas do Sucesso, cantada em português. Tarja consegue demonstrar todo o seu carinho e dedicação aos fãs brasileiros com essa homenagem com uma versão que poderia muito bem ser gravada em seus próximos trabalhos de estúdio.

Tarja Turunen – Punany Fotografia

O anúncio dramático da próxima música faz muitos se sentirem arrepiados, principalmente por ser a canção que mais simboliza Tarja Turunen, foi também uma surpresa do set-list: “The Phantom of the Opera”, executada com maestria e profissionalismo por parte de cada integrante da banda.

Finalizando o set, antes do encore final, foram tocadas “Love to Hate”, e “Victim of Ritual”, e na volta para o bis, vestindo uma capa com capuz, fazendo referência a capa do álbum “My Winter Storm” de 2007, executou “I Walk Alone.

Tarja Turunen – Punany Fotografia

“Innocence”, “Die Alive” e “Until My Last Breath”, fecham a apresentação que marcou extrema organização da produção Top Link Music, iluminação e som com uma qualidade absurda da casa de shows, e uma verdadeira estrela que já dispensa apresentações nesse quesito, Tarja vai cada vez mais longe com um novo marco em sua carreira atingindo um novo patamar e um rumo brilhante nos diversos gêneros que seu potencial e talento alcançam no meio musical.

Leave a Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.