Os melhores shows de 2017

Os melhores shows de 2017

Texto e Foto – Mauricio Melo

 

1 – Youth Of Today – Há muito queria assistir a um show da banda. Sei que para muitos pode até ser corriqueiro, mas para mim foi uma questão de oportunidade, que por sinal, não tinha tido.  Sei perfeitamente que a banda já não é o que foi, que a idade pesa, que isso e aquilo. Porém a intensidade e conexão entre banda e público é algo insuperável e posso afirmar: vivi ali, na linha de frente, um dos shows mais intensos da minha vida. Foi necessário ginga de pugilista para esquivar com câmera em punho, dos saltos (stage-dive) da galera.

2 – Suicidal Tendencies – Sim, ao Suicidal já vi diversas vezes mas nesse ano de 2017 foi diferente.  Tive a oportunidade de assisti-los por três vezes em 11 dias. Começando pelo Hellfest, passando pelo Download Madrid (com uma semana de diferença) e finalizando em Barcelona quatro dias depois. Dos três shows, o de Barcelona foi o mais completo e intenso. Era o fim da turnê, deram tudo que podiam no palco e mais, sem o compromisso de horários como acontece nos grandes festivais, foram os donos da festa.

3 – Napalm Death – Assim como o Suicidal Tendencies, já assisti ao (agora) quarteto uma dúzia de vezes, mas há muito não os via como os donos da noite como foi desta vez. Sempre nos esbarrávamos em festivais ou em noite com três ou quatro grupos. E bem sabemos que os horários devem ser cumpridos. Estar no palco com toda a liberdade fez toda a diferença. Um setlist completo, um verdadeiro visitação na carreira.

4 – Ratos de Porão – Só pelo fato de assisti-los para mim, devido à distância, já é um grande feito. Agora, assisti-los no palco e ver lá de cima a vibração da galera foi sensacional. Um setlist que me fez voltar a 1988. Merece todo o respeito e admiração de ser a banda que é e tenho certeza que continuarão sendo.

 

5 – Foo Fighters – Não!  Eu não sou fã dos Foos ainda que goste de algumas músicas.  Porém, fui convidado a ir a um show secreto da banda, destes que só se descobre hora e local 24 horas antes do mesmo. Que o evento foi gravado para o MTV World Stage e que ainda assim você pensa: “Lançamento de disco novo, vão tocá-lo na íntegra e boa noite”… Nada disso! Se depara com um show de três horas, com a banda dando tudo, suando bicas e felizes por estar tocando para um público de mil pessoas, como há muito não fazem. E o melhor, após tanto tempo de palco, não me senti cansado de estar ali.  Memorável!

 

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.